Receita Gelato de Baunilha Caseiro

Baunilha é o sabor de sorvete mais popular no mundo, tanto que seu nome em inglês, ‘Vanilla’ é até sinônimo para coisas e pessoas com pouca ousadia, sem tempero, que agradam a todos. Mas, é inegável, um bom sorvete de baunilha fica bom tanto sozinho, como acompanha bem quase qualquer sobremesa. Por isso, é um ótimo ponto de partida para quem quer se aventurar no mundo do gelato.

Vale lembrar que muita gente confunde o sorvete de Baunilha com o de Creme. A diferença é simples, o primeiro precisa ter baunilha, claro, enquanto o segundo se chama creme por ser feito a base de creme inglês, assim leva gemas ganhando sua coloração amarela. Sim, podemos fazer um sorvete de Creme com Baunilha, mas isso é uma receita para outra hora.

Para essa receita pedimos um processador. Se você não tem, sem problemas! Basta ver nesse artigo como adaptar para outras técnicas caseiras.

true-vanilla-ice-cream

Ingredientes
1 Baunilha Fresca
800 mL de Leite Integral
350g de Leite em Pó Desnatado
125g de Açúcar
1 saco ziplock

Modo de Fazer
Divida a baunilha do meio e com a faca raspe para extrair as sementes. Adicione as sementes de baunilha ao açúcar. Reserve.

Em uma panela misture o leite, o leite em pó e o açúcar baunilhado. Misture bem.

Aqueça até o leite levantar fervura. Deixe esfriar em temperatura ambiente para a baunilha continuar a saborizar a base. Em seguida leve à geladeira.

Depois de gelado adicione a mistura no saco ziplock. A idéia é que, quando deitado, o líquido forme uma fina camada que depois de congelado possa ser quebrado à mão. Se precisar distribua em mais de um saco. Leve ao congelador.

Depois de congelado, abra o saco, quebre em pedaços e coloque no processador de alimentos. Processe. O resultado deve ter uma textura um pouco mais cremosa do que o sorvete final.

Leve ao congelador por 1 hora. Sirva.

Receita de Márcia Garbin, originalmente publicada no canal online da Revista Menu

O Açúcar Baunilhado

sugar

Se você não tiver uma baunilha fresca, pode usar o extrato de baunilha. A última alternativa é a essência de baunilha. A diferença do extrato e da essência é que o primeiro é feito a partir da baunilha natural, o segundo é um aditivo que simula o sabor da fava. Além disso, hoje também é possível já encontrar o açúcar baunilhado em lojas especializadas em gastronomia e doces.

Como a baunilha é a segunda especiaria mais cara do mundo, seguida ao açafrão, sua popularidade faz crescer pelo mundo a venda de essências de baunilha, muito mais baratas que o extrato ou a fava. Se você está começando suas aventuras na cozinha, e ainda está inseguro, pode preferir este, mas já garanto que com o tempo seu paladar vai preferir as opções naturais.

Por Marcia Garbin

Deixe uma resposta