Como nasceu o Sundae?

Já falamos aqui que os Estados Unidos, apesar de não terem hoje muita cultura do sorvete artesanal, foram responsáveis pela invenção de várias delícias com sorvetes. Uma das mais famosas certamente é o Sundae.


Hoje o Sundae é sinônimo de grandes redes de fast foods, mas ele veio de lanchonetes e hamburguerias locais. A sobremesa conhecida por todos consiste em uma ou mais bolas de sorvete cobertas com uma calda e muitas vezes com confeitos, chantilly, farofa de castanhas e cereja. O mais clássico de todos é o Sundae de baunilha com cobertura de calda, chantilly e uma cereja para completar, mas o mais famoso talvez seja a Banana Split.

Não se sabe exatamente de onde veio o nome, mas acredita-se que seja por causa do Sunday, que significa domingo em inglês — internacionalmente o dia do descanso. Há muitas histórias que contam o nascimento da sobremesa, mas como o nome, sua origem também é um mistério. A mais aceita conta que no final dos 1800 a Vaca Preta (sorvete com refrigerante) foi proibida em Illinois nos domingos. A proibição era parte das chamadas “blue laws”, leis que proíbem algumas atividades nos domingos por motivos religiosos. Para suprir a falta do doce tão popular entre os clientes, os estabelecimentos, assim, inventaram o Sundae, que seria uma vaca preta sem o refrigerante, burlando de certo modo a lei.

Mas várias cidades clamam ter inventado o Sundae, Plainfield, Illinois; New Orleans, Louisiana; Cleveland, Ohio e até Nova York. Como sorvete e calda casam muito bem, certamente várias pessoas tiveram essa ideia ao longo dos anos, mas quem batizou e colocou o Sundae no cardápio ficou perdido na história.

Deixe uma resposta