10 curiosidades sobre o sorvete no BrasilTempo de leitura: 2 min

A história do sorvete está cheia de curiosidades interessantes, e no Brasil não foi diferente:

1.  A primeira sorveteria do Brasil, foi no Rio de Janeiro, por causa da monarquia. ainda na monarquia. Para sanar a vontade da coroa portuguesa, em 1834, o navio americano Madagascar, trouxe de Boston cerca de 200 toneladas de gelo (não existia geladeira, né?). E no dia 23 de agosto de 1834, Lourenço Fallas inaugurou na corte duas casas que vendiam sorvetes e produtos gelados. O gelo foi envolto em serragem e enterrado em buracos – com a técnica, durou 5 meses.

2. O Imperador Dom Pedro II era fanático por sorvete de pitanga.

3. Dizem, no entanto, que preparações com gelo e frutas também existia no sul.

4. Como naquela época não havia como conservar o sorvete depois de pronto, as sorveterias anunciavam a hora certa de tomá-lo. Um anúncio colocado em 4 de janeiro de 1878 no jornal A Província de São Paulo dizia: “Sorvetes todos os dias às 15 horas, na Rua Direita nº 14″.

5. As mulheres até então eram proibidas de entrar em bares, cafés e confeitarias, mas pelo sorvete elas até quebravam o protocolo!

6. O sorvete começou a ser distribuído em escala industrial no país em 1941, pela U.S. Harkson do Brasil, a primeira indústria brasileira de sorvete que hoje é conhecida como Kibon. Seu primeiro lançamento em 1942 foi o Eski-bon, seguido pelo Chicabon.

7. O sorvete com sabores tropicais (manga, pitanga, jabuticaba, carambola, caju e coco) foram invenções genuinamente brasileiras.

8. Mas o sorvete não foi sucesso de imediato. Principalmente no interior do Brasil não se consumia muito, pios o sertanejo se recusava a tomá-lo, achando que o frio iria fazer mal desequilibrando o calor interno do corpo.

9. Hoje sorvete é bem mais popular, mas os brasileiros ainda associam ele a uma sobremesa de verão. Por isso ocupamos o 11º lugar no ranking de consumo mundial com 4,7 litros por habitante por ano — chegando a consumir até dez vezes menos sorvetes do que a fria Noruega. O país que mais toma sorvete no mundo é a Nova Zelândia: cada habitante saboreia em média 26,3 litros de sorvete por ano.

10. Em todo o mundo, vendem-se mais sorvetes aos domingos que em qualquer outro dia da semana.

Para saber de mais curiosidades sobre sorvete veja nosso artigo História do Sorvete.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email